Início Geral Sorriso: Na escola também se aprende a comer bem para viver bem

Sorriso: Na escola também se aprende a comer bem para viver bem

0
Compartilhar

“Que o teu alimento seja o teu remédio e que o teu remédio seja o teu alimento”. Há bem mais de dois mil anos, o pai da medicina, Hipócrates, já defendia que, para manter a saúde do corpo, é preciso, antes de tudo, cuidar da qualidade dos alimentos que ingerimos.

Na Escola Gente Sabida, a alimentação saudável foi o tema escolhido para o projeto pedagógico que será desenvolvido com todos os alunos da escola, que atende crianças da pré-escola ao quarto ano, em uma faixa etária que vai dos quatro aos dez anos. Na segunda-feira (25), às 8 horas, será feito o lançamento oficial do projeto “A escola a favor na saúde na prevenção da obesidade”.

O objetivo do trabalho, explica a diretora da unidade, Sílvia Alves de Oliveira Gehring, é falar sobre alimentos saudáveis, demonstrar os prejuízos causados pelo exagero na hora de se alimentar e também abordar a questão do desperdício de alimentos.

O projeto da Gente Sabida vai aprofundar o tema que já é debatido em todas as unidades escolares por duas integrantes da equipe de nutricionistas da Secretaria Municipal de Educação (Semec) por meio de palestras, atividades lúdicas, montagem de pratos saudáveis e reconhecimento de alimentos por meio dos sentidos (tato, olfato, paladar). A nutricionista Lidiane Kolling Oberherr explica que estas atividades de Educação Alimentar e Nutricional integram as diretrizes do Programa Nacional da Alimentação Escolar.

Ao longo do ano, a equipe de Nutrição da Semec percorre todas as unidades escolares falando tanto da importância de comer direitinho para evitar a desnutrição quanto para fugir da obesidade. “A escola é um local onde as crianças e jovens passam grande parte do dia e ela atua de maneira significativa na construção de conceitos e formação de opiniões, portanto, é um ambiente privilegiado para a promoção de bons hábitos alimentares”, explica Lidiane.

No ano passado, as palestras foram ministradas por Lidiane e pela nutricionista Jacqueline Jara da Silva em todos os Centros Municipais de Educação Infantil de Sorriso (Cemeis) e, neste ano, o trabalho está focado nas escolas, sempre de maneira contínua. Até agora, as nutricionistas já foram para a sala de aula conversar com os alunos dos 8.º e 9.º anos das Escolas Jardim Bela Vista, Papa João Paulo II, CMEB Sorriso e Primavera,

Além de trabalhar na educação alimentar dos mais de 14,5 mil alunos matriculados na rede municipal de Educação, cabe também à equipe de Nutrição da Semec elaborar o cardápio das 21.899 refeições que são servidas diariamente nas 35 unidades escolares (entre escolas e Cemeis), orientar as equipes que preparam os alimentos e também pensar em alternativas para as 110 crianças e adolescentes que são portadores de patologias relacionadas à alimentação, como alergias e intolerâncias, por exemplo.

“O cardápio da merenda escolar é elaborado e calculado de acordo com o que é estabelecido pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)”, comenta a nutricionista, lembrando que são utilizados produtos oriundos da agricultura familiar nas preparações.

DA ASSESSORIA/NÁDIA MASTELLA
FOTOS: SEMEC

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here